O que foi o Welcome to the Django pra mim.

Participar do Welcome to the Django para mim foi a experiência que definiu o final de 2015, ano da conclusão da graduação em Sistemas de Informação e o início de 2016 o desafios da realidade da vida profissional que difere da perspectiva acadêmica. O momento em foi lançado inicio Dez/2015 até JAN/2016, fez com que contextualizasse dessa forma.

Mas tudo começou em 2014 quando vi um vídeo do Henrique Bastos no Grupo de Usuários Python Bahia (GRUPy-BA) no Facebook convidando a galera para 10ª Conferência Python Brasil. O modo contagiante como descrevia a experiência de participar de uma Conferência Python Brasil deixou-me muito animado. Minha atenção voltou-se para uma edição da DjangoConf impressa na camisa verde que utilizava no vídeo e então passei a pesquisar o assunto e num desses resultados estava a página do WTTD no entanto não estava aberto para inscrição naquele momento. Em Novembro de 2014 estava nesta 10º Conferência Python Brasil onde conheci o Henrique Bastos e lembro que perguntei quando abriria novamente as inscrições, parece que naquele momento ainda não havia previsão. Tive que esperar. Mas minha experiência em participar da Conferência foi a melhor possível. Inscrevi-me no Curso PythonBirds do PythonPro e ganhei dois e-books o “Google Appengine e Python” do Renzo Nuccitteli e o Python Fluent do Luciano Ramalho que estava sendo editado com direito de obter atualizações da O’Reilly.

Nesse lançamento do WTTD foi minha chance de aprender Django e  foi muito mais que um curso isso porque as interações, as Master Classes proporcionaram mudança de paradigmas, novos mindsets,  sobre  autonomia, conceitos e práticas de gestão de software, prática do TDD – Test Driven Development o “Test First” enfatizou para mim a necessidade da qualidade como fator inegociável no processo de desenvolvimento do software. O foco no problema do cliente a resolver ao invés de concentrar-se dados, é que produz as saídas que os nossos clientes precisam e que agregam valor ao negócio. Uma perspectiva diferente da abordagem acadêmica de Entrada – Processamento – Saída, que geram custos demasiados ao gerar inputs desnecessários. e features que nunca serão utilizadas.

Enfim esses são alguns fatores que julguei importante compartilhar  sobre o aprendi no WTTD no momento visto que estou concluindo o Modulo 4 até lá terei muito que compartilhar. Estou consciente de que na interação com a comunidade e grupos a gente aprende a aprender de forma eficiente.

Anúncios

Um comentário sobre “O que foi o Welcome to the Django pra mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s